O entusiasmo e engajamento dos colaboradores é um fator crítico que contribui para a produtividade geral e retenção de talentos da sua empresa. Quando os colaboradores estão satisfeitos com seus empregos e mantêm uma perspectiva positiva, é mais provável que tenham um melhor desempenho. Essa atitude tem um impacto importante nos resultados financeiros da sua empresa – por exemplo, a desmotivação pode aumentar a rotatividade de colaboradores, custando à empresa aproximadamente um terço do salário anual do colaborador, de acordo com relatórios da Society for Human Resource Management (SHRM).

Para aumentar a motivação, engajamento e entusiasmo dos colaboradores da sua empresa e melhorar o local de trabalho para todos, tente implementar as dicas a seguir.

7 dicas para aumentar a motivação dos colaboradores


1. Aceite e incentive a contribuição do colaborador.

Dê aos colaboradores um espaço seguro para discutir melhorias e oferecer feedback sem o risco de retaliação. A votação pode ser organizada diretamente pela área de Recursos Humanos ou por equipes individuais, mas os colaboradores também devem ter a oportunidade de falar durante as interações do dia-a-dia espontaneamente.

Incentive os gerentes a fazer perguntas como:

  • Você tem os recursos de que precisa para concluir [projeto ou tarefa]?
  • Você sente que tem tempo suficiente para fazer tudo?
  • Devemos discutir a linha do tempo juntos?
  • Você faria alguma alteração nesta proposta?
  • Há algo que eu pudesse fazer para apoiá-lo melhor?
  • Como você está se sentindo?
  • O que você acha sobre [atribuição]?

Os gerentes também podem oferecer feedback e conselhos uns aos outros. Facilite a comunicação interdepartamental e o treinamento com almoços trimestrais e programas de mentoria para gerentes e líderes empresariais.

2. Dê aos colaboradores autonomia e poder de decisão.

O microgerenciamento prejudica a motivação dos colaboradores e cria um ambiente de desconfiança. Infelizmente, é um erro comum entre novos gerentes. Para ajudar os líderes empresariais a avaliar a importância da autonomia individual, crie políticas de responsabilidade em vez de interferência. Em última análise, se os líderes empresariais confiarem em seus colaboradores, isso criará mais oportunidades para eles se criarem uma visão holística.

“A microgestão desloca o trabalho real dos líderes, que está desenvolvendo e articulando uma visão atraente e estrategicamente relevante para sua equipe”, explica Jennifer Chatman, professora da Haas School of Business da Universidade da Califórnia, Berkeley.

3. Crie novas oportunidades de socialização.

As empresas estão experimentando táticas não convencionais para manter os colaboradores engajados enquanto os escritórios praticam o distanciamento social – os eventos incluem, por exemplo, degustação de vinhos liderada por sommeliers profissionais, uma oficina de construção de ukulele, aulas de ginástica para a família, noites de jogos e Stand Up Comedy. Se você não souber por onde começar, experimente ideias de colaboração coletiva com sua equipe.

4. Seja transparente sobre as oportunidades de crescimento na carreira.

Para dar aos colaboradores a oportunidade de se destacar, eles precisam saber o que se espera deles. Trabalhe com chefes de departamento para formalizar programas de promoção e treinamento. Uma estrutura clara ajudará a motivar os colaboradores e dar-lhes um senso de direção e autodeterminação.

Quando as vagas são abertas, os gerentes também devem considerar o anúncio de entrevistas abertas para a equipe interna. Esse método provavelmente aumentará o número de candidatos e pode incentivar os colaboradores a assumir novas responsabilidades.

5. Comemore conquistas e alto desempenho.

Todos gostam de reconhecimento por seu trabalho. Certifique-se de que a recompensa seja proporcional à experiência e contribuições do colaborador. Se um membro da equipe chega a um aniversário importante, por exemplo, ele merece um presente personalizado – não um chaveiro de plástico com a marca. Se possível, adapte o reconhecimento à personalidade do colaborador.

6. Abrace o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

A cultura da empresa influencia as agendas de seus colaboradores. As equipes de gerenciamento devem aplicar horas de expediente consistentes e modelar comportamentos saudáveis, como fazer pausas ao longo do dia, fazer logoff no horário, usar seus dias de férias e não responder a e-mails fora do horário normal de trabalho.

Os líderes de negócios também devem avaliar rotineiramente as métricas de desempenho e garantir que sejam alcançáveis ​​dentro das limitações de tempo e recursos existentes. Se um colaborador trabalhar horas extras consistentemente, reúna-se com ele individualmente e crie um plano gradativo para ajudá-lo a se recuperar. Tente compreender todos os fatores externos que podem afetar a produtividade temporariamente e seja paciente com o colaborador.

7. Faça uma abordagem holística do bem-estar dos colaboradores.

Os colaboradores com benefícios abrangentes se sentem apreciados, o que por sua vez muda a forma como eles veem seu empregador. Para estabelecer uma aliança significativa, os líderes empresariais devem mostrar que se preocupam com seus colaboradores como indivíduos. Os benefícios para a saúde, em particular, podem ser uma das maneiras mais eficazes de melhorar a motivação e oferecer as seguintes vantagens:

  • Mais produtividade
  • Menos dias de doença
  • Menos acidentes de trabalho
  • Vendas mais altas
  • Criatividade aprimorada

As empresas de sucesso entendem a correlação entre lucro e colaboradores dedicados. Para cultivar a lealdade e a reciprocidade duradoura, os líderes empresariais devem lidar proativamente com a motivação e engajamento de seus colaboradores.