Como manter o equilíbrio entre corpo e mente? Essa questão tem sido cada vez mais debatida dentro das organizações. Com o objetivo de discutir esse tema, o Gympass promoveu um bate-papo exclusivo para convidados na Sala Mundo Executivo do CONARH 2018. O painel contou com a participação da jornalista e apresentadora Mariana Ferrão, do diretor de RH da SAP, Marcelo Carvalho, e do Dr. Alexandre Kalache, médico e presidente do Centro Internacional de Longevidade. Sofia Esteves, presidente do Conselho do Grupo Cia de Talentos, também marcou presença como moderadora.

A ideia era apresentar três perspectivas diferentes sobre o assunto: a experiência pessoal de alguém que conseguiu melhorar a saúde mental e vencer a depressão, a visão de um médico especialista e também de um líder de uma empresa que conquistou bons resultados ao investir no bem-estar dos colaboradores.

O painel começou com o Dr. Kalache falando um pouco sobre a importância da prática da atividade física para envelhecer com saúde. Afinal, estudos já comprovaram como os exercícios podem ajudar na prevenção de doenças crônicas, por exemplo. O sedentarismo é um dos maiores problemas da nossa sociedade atualmente, assim como fumar era há 20 anos. Todo ano, 3,2 milhões de pessoas morrem devido à falta de atividade física.

De acordo com Dr. Kalache, quando as pessoas pensam na velhice, elas não querem se imaginar doentes. Elas querem envelhecer bem, e isso não é possível sem a prática da atividade física. “A saúde é criada no contexto do dia a dia, não no consultório médico”, completou.

Uma rotina mais ativa também pode ser uma grande aliada da saúde mental. A história da Mariana Ferrão é um bom exemplo disso. Ela já deu uma palestra no TEDx Talks sobre toda a sua experiência com a depressão e como ela superou a doença. A atividade física, a terapia e a meditação foram muito importantes para que ela conseguisse virar esse jogo.

“Sabemos o quanto é difícil mudar um hábito. A gente precisa encontrar algo que goste. Se você não pratica atividade física, é porque você ainda não encontrou ‘a sua’ atividade física”, comentou Mariana. Segundo ela, esse hábito ajuda a pessoa a se sentir bem (física e mentalmente) e a ter mais autocuidado, além de incentivar a socialização.

E o que as empresas ganham ao prezar por uma equipe mais ativa e saudável? A resposta é simples: essa pode ser uma vantagem competitiva. Marcelo comentou um pouco sobre os resultados que a SAP adquiriu ao investir no bem-estar dos colaboradores. De acordo com ele, a organização conseguiu melhorar o índice de turnover e de engajamento dos funcionários, além de reduzir seus custos com saúde.

Gostou deste artigo sobre a participação da Mariana Ferrão, do Dr. Alexandre Kalache e do Marcelo Carvalho no CONARH 2018? Então confira também este texto sobre saúde mental no ambiente de trabalho!

(Visited 69 times, 1 visits today)

Comments

comments