Acrescentar benefícios ao programa de bem-estar da equipe é uma estratégia comumente adotada pelas empresas para investir na saúde de seus funcionários.

O objetivo final dessa medida é promover uma melhor qualidade de vida aos colaboradores e aumentar os lucros da empresa – visto que uma equipe saudável é mais produtiva. Mas o que fazer quando o programa não está funcionando?

Há uma série de motivos pelos quais o seu investimento pode não estar gerando os resultados esperados. Em primeiro lugar, talvez você ainda não tenha compreendido todas as vantagens que podem ser obtidas por meio de um bom programa de bem-estar da equipe.

Algumas delas são:

  • Resiliência
  • Atração de talentos
  • Engajamento
  • Produtividade
  • Ânimo

a) Resiliência

Trabalhadores saudáveis costumam se aposentar mais tarde. Consequentemente, a empresa que investiu na saúde desses colaboradores pode se beneficiar por mais de tempo dos conhecimentos e habilidades que eles acumularam ao longo dos anos.

b) Atração de talentos

Os benefícios contidos em seu programa de bem-estar podem mostrar aos talentos em prospecção que você é o tipo de empregador que se preocupa com as saúde deles. Esse pode ser o fator decisivo quando você está competindo para recrutar os melhores profissionais.

c) Engajamento

Funcionários com níveis mais altos de engajamento podem ser até 22% mais produtivos do que os outros. Organizações com pessoal altamente engajado também relatam redução do absenteísmo, menor rotatividade de pessoal, menos incidentes de segurança e maior qualidade do trabalho entregue.

d) Produtividade

Colaboradores mais saudáveis ​​tem mais disposição para o trabalho e faltam menos vezes por motivos de doença. A prática de exercícios físicos é especialmente útil para aumentar a produtividade.

A atividades aeróbica, por exemplo, ajuda a regular a função cognitiva. Ela provoca alterações no cérebro que protegem a memória e as habilidades de raciocínio, além de estimular a produção de substâncias importantes para a saúde das células e o crescimento de novos vasos sanguíneos.

e) Ânimo

Organizações que introduzem benefícios de saúde ao seu programa de bem-estar, registram melhor estado de ânimo entre sua força de trabalho. Isso tem um impacto positivo na empresa, pois, dentre outros benefícios, funcionários que se sentem bem em seu local de trabalho tendem a faltar menos.

Por que seu programa de bem-estar está falhando

Se depois de considerar todos esses benefícios você acredita que o seu programa de bem-estar não está funcionando como deveria, aqui estão três motivos possíveis:

1) A cultura da empresa

Se a cultura da sua empresa não for favorável à saúde e ao bem-estar, seus esforços provavelmente serão em vão. Um programa de bem-estar funciona melhor quando todos os funcionários participam ativamente, se envolvendo e entendendo o impacto que isso tem em suas vidas.

Desde a má remuneração até as opções poucos saudáveis na cantina, empresas onde não há flexibilidade e respeito pelos direitos do trabalhador são ambientes propícios para que um programa de bem-estar falhe.

Faça do bem-estar da equipe seu foco. Incentive a saúde e o bom condicionamento físico adotando, entre outras medidas, uma jornada de trabalho flexível. Essa medida permite que os colaboradores tenham tempo para fazer uma caminhada após o almoço, por exemplo.

Deve haver uma mudança na mentalidade da liderança da empresa. Executivos e membros do RH devem tomar a frente para garantir que o bem-estar da equipe esteja entre as principais prioridades da empresa.

2)  Benefícios… que benefícios?

Se ninguém souber sobre os benefícios que seu programa de bem-estar oferece, a adesão da sua equipe será baixa, resultando em nada mais do que um desperdício de recursos.

De acordo com uma pesquisa da Cass Business School, a falta de comunicação com a equipe causa um enorme prejuízo à comunidade comercial (PLC) do Reino Unido. A falha em comunicar os funcionários sobre os benefícios custa às empresas 2,7 bilhões de libras por ano.

Já a pesquisa  Money Talks: Communicating Employee Benefitsencomendada pelo especialista em proteção de renda, Unum, mostra que  64% das empresas inglesas oferecem bons benefícios em seu programa de bem-estar, mas não informam a equipe sobre eles.

A conclusão é que, mesmo quando as empresas investem em bons benefícios, se não comunicam à equipe sobre seus direitos, é um investimento feito em vão.

Se essa situação lhe soa familiar, é hora de melhorar a comunicação na sua empresa.

3)  Falta de adequação

Da academia de ginástica às aposentadorias, cada colaborador necessita de diferentes benefícios em seu programa de bem-estar.

Um dos maiores desafios da abordagem tradicional – que acredita que um mesmo formato deve servir para todas as pessoas, independente de suas particularidades – é que ela não está adequada à força de trabalho moderna.

Por exemplo: enquanto as gerações mais jovens classificam “adesão à academia” como um dos benefícios mais desejados, aqueles com mais de 55 anos não demonstram o mesmo interesse. Já o horário flexível, que é o benefício preferido para os funcionários entre 35 e 54 anos, para jovens entre 18 e 24 anos é o menos atraente.

Existe uma falta de conexão entre os benefícios oferecidos aos funcionários e os benefícios que eles realmente desejam e valorizam. Para garantir que seu programa de bem-estar funcione, adapte os benefícios de acordo com as necessidades da equipe.

Dessa maneira, tanto os colaboradores quanto sua empresa vão obter os melhores resultados.

Dicas para um programa de bem-estar bem sucedido

Para implementar um bom programa e extrair os melhores resultados, você pode pôr em prática esses três passos:

a) Seja objetivo

Concentre-se em seus objetivos. Por exemplo, se deseja reduzir o absenteísmo ou aumentar a produtividade, ofereça os benefícios que tem maior probabilidade de atingir esses objetivos – como um benefício de atividade física –  mas que também atendam às expectativas de sua força de trabalho.

b) Acessibilidade

Quando os benefícios de bem-estar são difíceis de acessar – se os funcionários tiverem que preencher muitos formulários, por exemplo – isso vai desencorajá-los. Certifique-se de facilitar o máximo possível para que os colaboradores desfrutem sem empecilhos dos benefícios.

c) Comunique

Uma das maneiras mais eficazes de garantir que os benefícios do seu programa de bem-estar funcionem é comunicando aos colaboradores. Use todos os veículos de comunicação disponíveis – não apenas e-mail ou folhetos – para garantir que sua equipe está bem informada quanto aos seus direitos.

Estimule a discussão sobre saúde e bem-estar em sua empresa. Além disso, promova oficinas e até mesmo disponibilize uma amostra dos benefícios oferecidos – levando os funcionários para fazer alguma atividade física em conjunto, por exemplo.

Dessa maneira você estará conscientizando sua equipe não apenas sobre os benefícios que eles tem direito, mas também sobre a importância que o bem-estar dos colaboradores tem para a empresa.

Caso deseje ler mais sobre como estruturar um bom programa de qualidade de vida no trabalho, baixe nosso ebook gratuito e aprenda:

ebook_programas_de_qualidade_de_vida

(Visited 228 times, 1 visits today)

Comments

comments

This post is also available in: España France Italia United Kingdom United States