Nos dias atuais, as empresas que possuem uma área de Recursos Humanos estratégica estão cada vez mais preocupadas com a saúde (seja física, mental ou financeira) e a qualidade de vida dos colaboradores.

É cientificamente comprovado que a organização que possui programas de qualidade de vida ganha com o aumento de produtividade dos colaboradores e consegue ter reduções consideráveis nos percentuais de absenteísmo, turnover e sinistralidade do plano de saúde.

São diversas as formas de melhorar a qualidade de vida dos colaboradores. Short friday, palestras voltadas para a prevenção de doenças, horário flexível, salas de jogos, acompanhamento nutricional, Gympass e oficinas de orientação de cuidados com a saúde são algumas das ações que o RH pode implantar com baixo custo para a organização e que irão melhorar a qualidade de vida no trabalho. O resultado poderá ser ainda mais efetivo quando alguns destes benefícios forem estendidos à família do colaborador.

Quanto mais pessoas forem impactadas por estes programas, melhor será o resultado para a organização, principalmente em se tratando de custos com plano de saúde. Colaboradores e dependentes que recebem informações sobre prevenção de doenças, alimentação saudável, práticas esportivas e hábitos saudáveis indiretamente auxiliam na redução da sinistralidade. Esse item é o principal responsável pelo percentual de reajuste que será aplicado nas apólices dos planos de saúde, que hoje é a maior preocupação do RH por ser a segunda maior despesa que está sob responsabilidade da área.

Redução de turnover e aumento de produtividade estão diretamente ligados com a satisfação do colaborador ao sentir que é valorizado e que está sendo “cuidado” pela organização.

Na GA.MA Italy do Brasil, a equipe de RH teve a oportunidade de implantar muitos desses programas de qualidade de vida. Os resultados foram nítidos para a organização: em dois anos da implantação do short friday e horário flexível, saímos de um absenteísmo de 2,34% para 0,19%.

Com a implantação do Gympass, nossos colaboradores passaram a praticar atividades físicas regularmente, cada um com a sua modalidade preferida. A flexibilidade que este benefício trouxe para os colaboradores é sensacional e foi um sucesso desde a implementação até os dias atuais, ajudou muito na integração entre as áreas, sempre acompanhamos as redes sociais dos nossos colaboradores e percebemos que funcionários de diversas áreas sempre estão treinando juntos.

As palestras e oficinas voltadas para os cuidados com a saúde e/ou prevenção de doenças, realizadas em parceria com nossa corretora de benefícios, trouxeram um retorno muito positivo aos colaboradores.

Com estes e outros programas que a empresa possui, saímos de uma sinistralidade do plano de saúde de 123% em 2016 para 65% em 2017 (comparando a mesma época do ano).

Tudo isso comprova que a área de Recursos Humanos está cada vez mais participativa para que a organização tenha um resultado financeiro positivo anualmente. Está nítido que as empresas devem investir na qualidade de vida dos colaboradores, tornando necessária uma gestão de pessoas cada vez mais estratégica.

Este artigo foi escrito por Ayrton Barros, gestor da área de RH da GA.MA Italy do Brasil. Atua em RH há 13 anos, com passagens por empresas como Gocil e Maxi Rubber. Ele acredita que a área de Recursos Humanos é responsável por transformar a vida das pessoas na organização, identificando e valorizando talentos para que pessoas simples possam ter um futuro brilhante.
(Visited 4 times, 1 visits today)

Comments

comments