Um diferencial competitivo para as empresas é o cuidado e o investimento na saúde do trabalhador. Oferecer um ambiente propício para as atividades do trabalho e uma cultura empresarial que incentiva a qualidade de vida faz parte das estratégias mais utilizadas nas empresas de sucesso.

O investimento em saúde no trabalho também impacta diretamente as finanças da empresa. Primeiro, porque com o aumento da produtividade, os resultados se tornam melhores e consequentemente os lucros aumentam. Segundo, porque há uma significativa redução de custos com a utilização dos planos de saúde e de faltas e atrasos causados por doenças.

Se você ainda não sabe como começar a melhorar a saúde da sua equipe e gerar resultados mais satisfatórios com os colaboradores, confira os seis passos que listamos abaixo para te ajudar:

1. Implemente um programa de atividade física

Sabe o ditado corpo são, mente sã? Pois é. Ele não é clichê, não. Estudos comprovam que praticantes de exercícios físicos são mais produtivos, concentrados, criativos e saudáveis, tanto física quanto mentalmente. Daí a importância da empresa incentivar à prática de exercícios físicos. Inclusive, já falamos aqui sobre como o benefício de atividade física pode aumentar a motivação e produtividade dos colaboradores.

Um dos segredos para o êxito com a prática de atividade física, é fazer dela um hábito. É preciso disciplina e regularidade para que os benefícios de curto, médio e longo prazos apareçam e permaneçam.

Para que a sua equipe tenha regularidade na prática de exercícios físicos, é importante que o benefício de atividade física se adapte aos diversos perfis de colaboradores. Busque um parceiro que ofereça liberdade de escolha, horário e localização e diferentes aulas, como pilates, cross fit e dança.

2. Ofereça horários de trabalho flexíveis

A autonomia de poder usufruir de uma jornada de trabalho com horário flexível, é um dos benefícios mais reconhecidos pelos colaboradores. Afinal, a possibilidade de resolver questões pessoais com tranquilidade não é tão comum, mas pode ser essencial para uma melhor qualidade de vida.

Um funcionário pensará duas vezes antes deixar uma empresa que oferece essa oportunidade. Assim, a empresa reduz o turnover, aumenta a produtividade, a capacidade de foco e de entrega de resultados.

Há muitas formas da companhia oferecer essa flexibilidade: através do home officeperiódico,  propor uma carga horária semanal dentro de um período de tempo variável ou exigir o cumprimento de metas, independentemente de onde o trabalho estiver sendo realizado, priorizando a presença apenas nos momentos imprescindíveis.

3. Estabeleça uma cultura organizacional focada na saúde do trabalhador

Para melhorar a saúde do trabalhador, é importante criar uma cultura organizacional que tenha como foco a saúde e a qualidade de vida da equipe.

Para que essa iniciativa traga os melhores benefícios, todos os níveis hierárquicos da empresa devem estar envolvidos e adotar os novos hábitos. Principalmente os gestores, afinal, a liderança pelo exemplo é uma das mais bem-sucedidas e o efeito cascata é uma excelente solução, quando se deseja uma mudança cultural.

As ações listadas a seguir podem ajudar a estabelecer uma cultura organizaional focada na saúde do trabalhador:

  • Conceder bons planos de assistência médica e odontológica;
  • Incentivar a troca do elevador pela escada;
  • Estimular o funcionário a beber água;
  • Oferecer frutas da estação;
  • Disponibilizar um espaço para descanso e/ou lazer;
  • Pontuar os colaboradores que realizam atividade física;
  • Atentar-se para a postura no local de trabalho e outras questões de ergonomia;
  • Realizar campanhas de conscientização (antitabagismo, outubro rosa, novembro azul, contra a obesidade e o sedentarismo, etc);
  • Apresentar palestras sobre temas como estresse, depressão, ansiedade (verifique se o plano de saúde não concede este tipo de benefício);
  • Oferecer orientação nutricional;
  • Mostrar os malefícios de dietas mirabolantes e remédios para emagrecer;
  • Incentivar a alimentação saudável (não pular o café da manhã, evitar o consumo de alimentos pesados no almoço, consumir alimentos leves nos lanches da manhã e da tarde);
  • Montar grupos de corrida, caminhada e bikers;

4. Incentive os momentos de pausa

Se há algo que pode atrapalhar a saúde do colaborador é o trabalho em excesso. Realizar algumas pausas estratégicas ao longo do dia para esticar as pernas, beber água e ir ao banheiro pode melhorar o desempenho profissional do empregado, além de evitar as fadigas física e mental e até mesmo o estresse.

Também é essencial que o funcionário não ultrapasse com frequência a sua jornada diária de trabalho, já que isso pode prejudicar sua saúde física, mental e emocional e, consequentemente, seu desempenho profissional.

Vale a pena dedicar algumas horas do dia para momentos de descanso e lazer (como um hobby, por exemplo). Além disso, respeitar as horas de sono também é fundamental para uma rotina de vida saudável.

5. Trabalhe a saúde emocional

Transformar metas em combustível para uma atuação mais produtiva é fundamental para que elas não se tornem motivo para estresse, desmotivação, clima pesado e ansiedade. A busca pelo equilíbrio das emoções ajuda a manter o foco nas metas e não na pressão relacionadas à ela.

Nesse sentido, os gestores devem tomar as rédeas da equipe e incentivar que algumas posturas sejam adotadas, tais como:

  • Não agir no calor da situação;
  • Neutralizar irritações e intrigas;
  • Ter como foco as soluções e não os problemas;
  • Propor técnicas de relaxamento corporal e mental, como alongamentos e meditações.

6. Estimule check ups médicos periódicos

Prevenir é sempre melhor do que remediar. É clichê, mas é verdade. A prevenção é bem mais barata, leva menos tempo e é menos dolorosa do que os tratamentos convencionais de qualquer doença.

De acordo com uma pesquisa da Catho, empresas que investem na saúde de seus empregados e os estimula a adquirirem o hábito de realizar check ups médicos periódicos podem reduzir seus gastos com plano de saúde e em até 40% os custos com o absenteísmo e os atrasos.

Além disso, o diagnóstico precoce de qualquer patologia aumenta as chances de cura ou, em casos mais graves, diminui as possibilidades de complicações.

Enfim, muitas são as formas de investir no bem-estar da equipe e não é preciso, necessariamente, possuir um orçamento elevado para isso. Estruturar um bom ambiente organizacional, montar e implementar programas eficientes de qualidade de vida, entre outras, são algumas possibilidades.

O importante é que seja possível mensurar resultados e o impacto dessas ações diretamente na saúde do trabalhador.

Gostou desse artigo? Acompanhe na nossa página do LinkedIn mais dicas e conteúdos exclusivos!


ebook_sedentarismo_e_as_empresas

combater_o_sedentarismo_e_as_doencas_cronicas

(Visited 2.882 times, 1 visits today)

Comments

comments